188 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788521628538

MODAIS

SCHUMACHER, Cristina GEN PDF

MODAIS

Book Gramatica 1 10 2010.indb 87

11/9/10 4:55 PM

Book Gramatica 1 10 2010.indb 88

11/9/10 4:55 PM

Modal Verbs

(Affirmative/Negative/Questions)

Verbos Modais (AfirmaÇÕes/Negações/Perguntas)

Must, have to, should, ought to, can, might, may, will, would

You must be on time for the flight.

A serious student should spend two hours studying for every hour spent in class.

The refrigerator has to be big enough to hold food for six people.

You can use the shower after me.

You ought to be able to do at least one push-up.

You would need to spend two hours a day in the gym to maintain that body.

New appliances may significantly cut your utility bills.

Você deve estar no horário para o voo.

Um estudante sério deveria passar duas horas estudando para cada hora passada em sala de aula.

A geladeira deve ser grande o bastante para armazenar comida para seis pessoas.

Você pode usar o chuveiro depois de mim.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628613

7 - Hospedagem

MARTINEZ, Ron GEN PDF

7

Hospedagem

Accommodation

Antes de viajar, e mesmo durante a viagem, você pode querer pesquisar hotéis no lugar aonde quer ir. Para ajudá-lo nessa tarefa, dê uma olhada no glossário na página 61. A versão dele portuguêsinglês é útil para falar com as pessoas do hotel.

PALAVRAS-CHAVE

QUICK KEYWORDS

reserva vista não fumante frigobar piscina bagagem chave cofre mensagem

reservation view non-smoking mini-bar swimming pool luggage key safe message

48 � COMO DIZER TUDO EM INGLÊS EM VIAGENS

Linguagem traiçoeira � Tricky Language

Pound

Muitos quartos de hotel hoje em dia oferecem voice mail (caixa postal de voz) em vez do antigo sistema de deixar recados na recepção do hotel. Para ativar a caixa postal, é necessário digitar uma série de números

(às vezes, uma senha). Após uma série de números, frequentemente é pedido que o usuário tecle �pound�. Pound, na verdade, é a tecla �jogo da velha�.

Para mais termos úteis durante estadas em hotéis, vá à página 51.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628491

Lesson 11 - Falando com estrangeiros | Talking to foreigners

MARTINEZ, Ron GEN PDF

LESSON

��

Falando com estrangeiros

Talking to foreigners

Esta lição aborda algumas das expressões mais comuns utilizadas por brasileiras quando conhecem um estrangeiro. Todas elas são válidas para o primeiro encontro independentemente de situação, seja ela profissional ou informal.

LISTEN AND REPEAT

(Faixa 26 no CD 1)

&

Escute e repita as seguintes frases em inglês.

De onde você é?

Where are you from?

Há quanto tempo que está aqui?

How long have you been here?

Você está onde?

Where are you staying?

O que você está achando (daqui)?

And how do you like it (here)?

Está aqui a trabalho / a passeio?

Are you here for work / on vacation?

O que você achou [da comida]?

How do you like [the food]?

Você precisa experimentar [a feijoada].

You have to try [feijoada].

Não deixe de ir a [Olinda].

Make sure you go to [Olinda].

Você sente saudades de lá?

Ver todos os capítulos
Medium 9788521633488

Módulo 5 - Histórias e opiniões

GONÇALVES, Claudenir EPU PDF

Módulo 5

Histórias e opiniões

Fábulas, lendas, narrações e leituras dramatizadas

120 cento e vinte

goncalves_005.indd 120

05/01/17 10:56

O sapo Rei e a princesa que deixou a peteca cair

Era uma vez um rei que tinha muitas filhas, todas bonitas, mas a caçula era a mais bonita de todas. Ela era mesmo linda e se chamava

Isabel. Todos no palácio faziam tudo o que ela queria, por isso a menina ficou muito malacostumada, mimada:

— Que menina linda! Você é a menina mais bonita do reino!

— Oi, princesa Isabel, Vossa Alteza gostaria de um picolé?

— Vossa Alteza gostaria de uma fruta?

— Vossa Alteza gostaria de uma maçã?

— Vossa Alteza gostaria de uma banana?

Toda manhã, ela ia para o bosque em torno do palácio para jogar sua peteca de penas coloridas de aves raras. Ela jogava a peteca para cima e depois corria para apanhá-la. Era sua brincadeira favorita. Mas uma vez, Isabel deixou a peteca cair num poço imundo e profundo. Então, a princesa muito, muito bonita ficou muito, muito triste e começou a chorar.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628491

Lesson 23 - Mostrando que está ouvindo | Showing you are listening

MARTINEZ, Ron GEN PDF

LESSON

!

Mostrando que está ouvindo

Showing you are listening

Cuidado na hora de ouvir e reagir à fala de uma pessoa em inglês. Primeiro, não fale muito �Sei� em inglês

(I know) porque soa mais parecido com �Já sei� em português. Outra coisa importante é não ficar fazendo muitos sons durante a fala da pessoa. O �é� em português soa muito estranho para uma pessoa que não fala português. O melhor é se limitar às �palavras� abaixo para mostrar que você está ouvindo.

LISTEN AND REPEAT

(Faixa 50 no CD 1)

Mm-hmm.

Isso.

Sei.

É verdade.

Certo.

Tá bom.

Claro.

É mesmo?

Ah, é?

Interessante.

Mmm.

Que ótimo.

Legal.

De verdade?

Sério?

#$

Escute e repita as seguintes frases em inglês.

Mm-hmm.

Yeah.

I see.

That�s true.

Right.

OK.

Sure.

Oh, really?

Oh yeah?

Interesting.

Hmm.

Great.

Nice.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628637

PARTE II - 11. Por que colocar s depois de verbos? (Present Simple)

LIMA, Denilso de GEN PDF

Capítulo 11

Por que colocar s depois de verbos?

(Present Simple)

A

ntes de falar sobre essa história de s depois de um verbo, tenho de comentar um pouquinho sobre a conjugação dos verbos em inglês e em português. Não se preocupe! Vou explicar do modo mais simples possível!

De modo geral, não há segredos para conjugar um verbo em inglês.

Bem diferente do que acontece em português. Para exemplificar isso, vamos dar uma olhada na conjugação do verbo “trabalhar” no Presente do

Modo Indicativo: pronome | pessoas

conjugação no presente

eu trabalho todos os dias. você trabalha todos os dias. ele | ela trabalha todos os dias. nós trabalhamos todos os dias. vocês trabalham todos os dias. eles | elas trabalham todos os dias. o Paulo trabalha todos os dias. a Camila e a Patrícia trabalham todos os dias.

Note que, de acordo com os pronomes (as pessoas de quem falamos), o verbo sofre uma ligeira mudança no final (essa alteração recebe o nome de desinência). Um estrangeiro estudando português sofre para aprender isso corretamente. Aliás, talvez sirva de consolo saber que muitos deles não conseguem dominar isso muito bem!

Ver todos os capítulos
Medium 9788502156432

6 - SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES

Silva, Carlos Henrique Dantas da Editora Saraiva PDF

CAP. 6 – SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES

SUJEITO

PREDICADO

OBJETOS

PREDICATIVOS

AGENTE DA PASSIVA

COMPLEMENTO NOMINAL

ADJUNTOS

APOSTO

VOCATIVO

Vejamos também em grupos (como na conhecida Nomenclatura Gramatical Brasileira):

Termos essenciais da oração: a) sujeito (simples, composto, elíptico ou desinencial, indeterminado, oração sem sujeito); b) predicado (verbal, nominal, verbo-nominal);

*Predicação verbal (verbo intransitivo, transitivo indireto, transitivo direto, transitivo direto e indireto, verbo de ligação);

* Predicativo (do sujeito e do objeto).

Termos integrantes da oração: a) complementos verbais (objeto direto e objeto indireto); b) complemento nominal; c) agente da passiva.

Termos acessórios da oração: a) adjunto adnominal; b) adjunto adverbial; c) aposto.

*VOCATIVO (não recebeu numeração específica, pois os chamamentos, as invocações estão fora de sujeito e de predicado):

Fulano, sua carreira artística morreu.

Voc. -------- Sujeito --------- Verbo Intrans.

89

Coleção Concursos Públicos - Portugues - 015-156.indd 89

Ver todos os capítulos
Medium 9788502156432

10 - REGÊNCIA VERBAL

Silva, Carlos Henrique Dantas da Editora Saraiva PDF

COLEÇÃO CONCURSOS PÚBLICOS – NÍVEL MÉDIO E SUPERIOR – PORTUGUÊS

Pede objeto indireto no sentido de “pretender, desejar”:

Leandro Melo sempre aspirou ao cargo de auditor da Receita.

Observação: neste caso, não se admite o pronome átono “lhe”, que deve ser substituído pelas formas “a ele, a ela”.

4. ASSISTIR

Pede objeto direto no sentido de “prestar assistência, ajudar, servir”:

O médico assiste aquele paciente todos os dias.

Pede objeto indireto quando significa “prestar atenção, visualizar, presenciar”:

Assista aos jogos do Brasileirão 2012.

Observação: neste caso, também é exigida a forma “a ele/a ela”, quando da substituição do complemento por uma forma pronominal:

Quanto ao último jogo, assistimos a ele preocupados.

Também pede objeto indireto no sentido de “pertencer, caber direito”:

Não lhe assiste o direito de reclamar neste momento.

Observação: nesta acepção, é aceito como objeto indireto o pronome oblíquo “lhe”.

5.VERBO ATENDER

Relacionando-se com COISAS, pede objeto indireto e preposição A:

Atendi ao seu telefonema.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628637

PARTE I - 1. Por que a gramática é tão chata?

LIMA, Denilso de GEN PDF

Capítulo 1

Por que a gramática

é tão chata?

E

m meu blog, meus livros, wokshops, cursos e palestras, sempre deixo bem claro às pessoas que não sou muito fã de gramática. Na verdade, tenho até aversão a essa palavra! Por conta disso, evito explicar as coisas por meio de regras gramaticais e tecnicismos linguísticos, que mais complicam do que ajudam quem quer aprender a falar inglês. Essa minha atitude faz com que estudantes e professores de inglês me questionem sobre a razão pela qual considero a gramática chata e desnecessária.

Na verdade, as pessoas confundem o que eu digo. Ou melhor, esquecem (ou não sabem) que, ao lidarmos com o aprendizado (ensino) de uma língua (seja qual for), temos dois tipos de gramática a serem levados em conta: gramática normativa (ou gramática estrutural) e gramática de uso

(ou gramática natural, gramática funcional).

A gramática que eu considero chata e desnecessária é a gramática normativa, que é aquela das regras e dos termos técnicos usados para descrever a língua. Em outras palavras, a gramática do certo e do errado, aquela do não escreva ou fale assim, pois está errado. É a gramática que, em minha opinião e na de muitos outros estudiosos, mais atrapalha do que ajuda quem quer aprender a se comunicar fluentemente em inglês.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628590

9 – Notas Linguísticas

MARTINEZ, Ron GEN PDF

9

Notas Linguísticas

Language Notes

NL1 – Embedded question ou “pergunta embutida”. Esta locução é uma pergunta dentro de outra. Por exemplo, Can I ask how old you are? Nesta construção, a pergunta “embutida” (... how old you are?) não tem as mesmas regras gramaticais que uma pergunta comum em inglês.

Esta construção sempre começa com a palavra para fazer a pergunta (what, where, how etc.)

+ sujeito + verbo ou frase verbal sempre ao final. Por exemplo, Can I ask how old you are?, e não Can I ask how old are you?

NL2 – Em inglês não se usa a palavra brothers para significar irmãos no significado de irmãos e irmãs. Brother só pode ser irmãos e nunca irmãs. Para falar de ambos precisa sempre especificar. Por exemplo, I have 1 brother and 2 sisters, e não I have 3 brothers.

NL3 – Tenha cuidado para não se esquecer do artigo antes da profissão. O correto seria My brother is a doctor, e não My brother is doctor.

NL4 – Qualquer verbo nesta posição tem que ser seguido do gerúndio (a forma do verbo com

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628491

Lesson 9 - Fazendo perguntas sobre a profissao de alguém | Asking about a person´s occupation

MARTINEZ, Ron GEN PDF

LESSON

'

Fazendo perguntas sobre a profissão de alguém

Asking about a person�s occupation

A palavra occupation em inglês, na verdade, significa a função habitual que a pessoa desempenha, seja profissional, seja acadêmica. Por isso, nesta lição se aprende a fazer perguntas tanto a pessoas já no mercado de trabalho quanto a pessoas ainda terminando a faculdade.

LISTEN AND REPEAT

(Faixa 18 no CD 1)

Escute e repita as seguintes frases em inglês.

O que você faz? / Você trabalha no quê?

Você trabalha/estuda?

E isso envolve o que (exatamente)?

Está estudando o que?

Em que área da [engenharia] (exatamente)?

Está em que ano?

Falta quanto para você se formar?

Está gostando dos seus professores?

É difícil?

Você está em que área de trabalho?

"

Que tipo de [médico]?

Onde você trabalha?

Onde (isso) fica?

É uma companhia grande/pequena?

Como você começou a trabalhar lá?

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628637

PARTE II - 25. Quando usar in, on ou at (Lugares)

LIMA, Denilso de GEN PDF

Capítulo 25

quando usar in , on ou at

(lugares)

A

s preposições in, on e at são, sem dúvida, as três preposições que mais causam confusão aos estudantes de inglês. Aliás, comecei a perceber de uns tempos para cá que, quando alguém pergunta como faço para aprender as preposições em inglês?, a pessoa está, na verdade, querendo dizer como faço para aprender as preposições in, on e at?

Não causa surpresa a preocupação exagerada com essas três palavrinhas. Afinal, na língua inglesa, elas ocupam posições privilegiadas na lista das palavras mais usadas. In ocupa a 13ª posição; on, a 32ª; e at fica na 53ª posição. Isso significa que elas merecem atenção especial.

O grande problema com essas preposições é que as pessoas querem sempre que tenham uma lógica (uma regra). Caso consigam encontrar essa lógica, acreditam que aquietarão sua mente e darão tudo por satisfeito. Isso até encontrarem algo que foge àquela lógica que parecia ser verdadeira e imutável. Infelizmente, não é assim que uma língua funciona.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628637

PARTE II - 9. Some e any: quando usar?

LIMA, Denilso de GEN PDF

Capítulo 9

Some e Any : quando usar?

E

nquanto eu escrevia este livro, perguntei-me várias vezes se deveria incluir as palavras some e any aqui ou se as deixaria para o livro de vocabulário. Afinal, nunca vi essas duas palavrinhas como gramática; apenas como duas palavras com significados e usos distintos.

No entanto, após trocar ideias com algumas pessoas, eu me senti na obrigação de incluí-las. Isso porque a maioria das pessoas as encara como gramática e espera encontrá-las em um livro de gramática. Portanto, vamos falar delas.

E começo falando que, em minha opinião, um dos erros clássicos no ensino de língua inglesa está relacionado justamente ao ensino de some e any. Para a maioria das pessoas, o uso dessas palavras tem a ver com sentenças afirmativas, setenças negativas e sentenças interrogativas. Ou seja, use some para sentenças afirmativas e any para sentenças negativas e interrogativas.

Durante muitos anos, acreditei piamente nessa lógica. Ensinei essa lógica. Eu defendia essa “explicação” a todo custo. Era tão simples! Tão claro! Até que um dia me deparei com as seguintes sentenças:

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628538

FORMAS CONTÍNUAS E SEUS USOS

SCHUMACHER, Cristina GEN PDF

FORMAS CONTÍNUAS

E SEUS USOS

Book Gramatica 1 10 2010.indb 47

11/9/10 4:55 PM

Book Gramatica 1 10 2010.indb 48

11/9/10 4:55 PM

Present Continuous

O Presente Contínuo

He is installing the new water heater.

I am listening to this podcast on my I-pod mini.

They are fixing the radiator right now.

I’m not using the Internet right now.

Are you working on the new ad campaign?

Ele está instalando o novo aquecedor de água.

Eu estou ouvindo este podcast no meu I pod mini.

Eles estão consertando o radiador agora.

Eu não estou usando a internet agora.

Você está trabalhando na nova campanha publicitária?

�� �O Presente Contínuo expressa uma ação em andamento no presente, seja no momento exato em que falamos ou no período que ora transcorre: Marion is baking a cake. We are using an old

German recipe. ou I am reading a new book on the history of Mexico.

�� �Usamos o Presente Contínuo para enfatizar a continuidade de algo: This telephone company keeps pestering me with promotions I never want! Always ou constantly costumam aparecer nas frases neste caso: The dog is constantly scratching its back. It must be infested with fleas!.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521628538

VERBO TO BE

SCHUMACHER, Cristina GEN PDF

VERBO TO BE

Book Gramatica 1 10 2010.indb 1

11/9/10 4:55 PM

Book Gramatica 1 10 2010.indb 2

11/9/10 4:55 PM

Verb To Be: Present Tense

Verbo To Be: Presente

We are not American citizens.

We are Brazilian citizens.

I want my computer to be safe from viruses.

My new house is still under construction.

We are all over age.

I am not happy with my drycleaner.

Are you ready yet?

Is he in his practice?

I lost my key yesterday; I don’t know where it is.

Nós não somos cidadãos americanos. Somos cidadãos brasileiros.

Eu quero que meu computador esteja protegido contra vírus.

Minha nova casa ainda está em construção.

Somos todos maiores de idade.

Eu não estou feliz com minha lavanderia a seco.

Você já está pronto?

Ele está em seu consultório?

Eu perdi minha chave ontem; eu não sei onde ela está.

3

Book Gramatica 1 10 2010.indb 3

11/9/10 4:55 PM

Ver todos os capítulos

Carregar mais