1425 capítulos
Medium 9788521633464

1 - A Psicologia do Trabalho: Uma Disciplina em Construção

CAMPOS, Dinael Corrêa de LTC PDF

1

A Psicologia do

Trabalho: Uma

Disciplina em

Construção

Dinael Corrêa de Campos

E sem dúvida o nosso tempo... prefere a imagem à coisa, a cópia ao original, a representação à realidade, a aparência ao ser...

Ludwig Feuerbach

(prefácio de A essência do cristianismo, 2a edição,

Rio de Janeiro: Vozes, 2009.)

N

ão é mistério para ninguém que nos cursos ofertados de Psicologia no Brasil ainda permaneça a

“clássica” visão do psicólogo clínico. Historicamente, essa visão está atrelada ao status que a área médica desfrutava junto à sociedade. O que observamos hoje é que a sociedade não mais referencia algumas profissões como fazia antigamente. Advogados, professores, médicos, entre outros, não gozam mais das benesses de uma sociedade burguesa que delegava a esses profissionais a condição de salvaguardas da justiça, do conhecimento e da saúde.

Observamos que, nos currículos acadêmicos para a formação do psicólogo, há um amplo predomínio de disciplinas notoriamente clínicas e, por conseguinte, os acadêmicos acabam formando a ideia de que a Psicologia é eminentemente clínica. O fato é que ainda hoje predomina o desejo de que, formados, para esses acadêmicos — seria melhor dizer: formadas, essas acadêmicas, pois o número de mulheres nos cursos de

Ver todos os capítulos
Medium 9788521633464

2 - A Psicologia do Trabalho Atuando nas Externalidades: Trabalhando com os Paradoxos Atuais

CAMPOS, Dinael Corrêa de LTC PDF

2

A Psicologia do

Trabalho Atuando nas Externalidades:

Trabalhando com os

Paradoxos Atuais

Dinael Corrêa de Campos

O

século XXI se iniciou aprimorando os avanços extraordinários que o conhecimento humano apresentou e difundiu ao longo de todo o século XX.

Sim, o conhecimento humano em descobrir, desbra‑ var e propor soluções à humanidade nos diferentes campos do existir humano foi sobremaneira posto à prova e saiu‑se muito bem. Contudo, sempre que o progresso se faz presente, cobra da humanidade um preço por vezes demasiado. Se o século XX foi palco das grandes guerras, o século XXI tem‑se configura‑ do para a maior de todas as guerras: a guerra econô‑ mica para a sobrevivência.

Hobsbawm (1994), ao apontar que o breve século

XX terminara em 1991, expõe também que “a história dos vinte anos após 1973 é a de um mundo que per‑ deu suas referências e resvalou para a instabilidade e a crise”, e o mundo do trabalho é o campo que sofreu e sofrerá mais mudanças de novas instabilidades (por vezes perversas) e de crises que se eclodiriam após a década de 1990, com a instauração do clima de insegu‑ rança e ressentimentos que se espalharam pelo mundo, colocando a sociedade mundial em “cheque” no que se referia a seus valores.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521633464

3 - Os Estágios em Psicologia Organizacional e Psicologia do Trabalho tal como Acontecem: com a Palavra a Coordenação de Estágio

CAMPOS, Dinael Corrêa de LTC PDF

3

Os Estágios em Psicologia

Organizacional e

Psicologia do Trabalho tal como Acontecem: com a Palavra a Coordenação de Estágio

Dinael Corrêa de Campos

Introdução

Por certo, exercer qualquer cargo de chefia ou de coorde‑ nação exige, entre outras qualidades, ter uma visão de fu‑ turo, ser proativo e mesmo ter capacidade de antecipação.

A coordenação de um curso não é diferente. Em se tra‑ tando de um curso de Psicologia, é preciso ressaltar que, diante das novas determinações propostas para o curso, de eixos estruturantes, ênfases e novas diretrizes, os cursos de

Psicologia precisam urgentemente se adaptar a essas novas determinações, equacionando as diversas demandas: insti‑ tucional, governamental, dos docentes, dos discentes e da própria Psicologia como Ciência.

O novo desafio que se impõe às coordenações de cursos de Psicologia é como conjugar as diretrizes curriculares baseadas em competências e habilidades profissionais na prática cotidiana dos acadêmicos. Mais do que isso, os cursos de Psicologia têm que garan‑ tir, segundo o parecer do CNE/CES no 1.314/2001, as competências e habilidades básicas para a formação dos três perfis da Psicologia: o bacharel, o professor e o psicólogo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521633464

4 - Os Estágios em Psicologia Organizacional e Psicologia do Trabalho tal como Acontecem: com a Palavra os Supervisores de Estágio

CAMPOS, Dinael Corrêa de LTC PDF

4

Os Estágios em Psicologia

Organizacional e

Psicologia do Trabalho tal como Acontecem: com a Palavra os Supervisores de Estágio

Dinael Corrêa de Campos

Oswaldo Morello Filho

Introdução

Ser responsável pela futura atuação de um profissio‑ nal é uma tarefa que exige desprendimento de valores preconcebidos e de paradigmas. Ao assumir o papel de supervisor de estágio, o docente se propõe a propor desafios para que seus supervisionandos possam efeti‑ vamente integrar teoria e prática.

Às vezes observa‑se que os estagiários que atuam em Psicologia do Trabalho, Psicologia Organizacional ou em Recursos Humanos não têm a exata dimensão do que seja atuar nessas áreas, e até mesmo que há um campo privilegiado para tal atuação.

Supervisionar esses acadêmicos é constantemente instigá‑los a serem inovadores, mas sem que se esqueça que prática alguma acontece se não estiver alicerçada em teorias. É um engano pensar que a prática exclui a teoria; ao contrário, é preciso que se promova a inte‑ gração de ambas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521633464

5 - Os Estágios em Psicologia Organizacional e Psicologia do Trabalho tal como Acontecem: com a Palavra os Supervisionados

CAMPOS, Dinael Corrêa de LTC PDF

5

Os Estágios em Psicologia

Organizacional e

Psicologia do Trabalho tal como Acontecem: com a Palavra os

Supervisionados

Dinael Corrêa de Campos

Introdução

O objetivo deste capítulo é oferecer ao leitor uma “troca” de percepções do que seja atuar nos estágios supervisio‑ nados. Mais do que uma simples troca de experiências, tem‑se a oportunidade de conhecer como a atuação no estágio pode oferecer oportunidades de atuação na área depois de cumpridas as obrigatoriedades do estágio.

O mundo de um estagiário se resume a realizar os estágios e elaborar relatórios, sob supervisões que às vezes podem decepcioná‑lo. É muito comum o senti‑ mento de “não vou dar conta” de tanto trabalho por fazer e a autoestima pode ficar comprometida. As horas parecem não passar, o estágio não termina “nunca”...

Porém, quando as primeiras intervenções por ele realizadas têm um retorno positivo, reforçador, o esta‑ giário começa a acreditar que a área do Trabalho é um estágio em que ele pode realizar muitas intervenções e promoção da saúde, bem como possibilitar a melhora da qualidade de vida nos espaços organizacionais.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos