165 capítulos
Medium 9788502175976

8. Considerações finais e conclusões

Mafei Rabelo Queiroz, Rafael; Editora Saraiva PDF

8.

Considerações finais e conclusões

a) Quanto aos aspectos teóricos

Foram expostos, ao longo deste trabalho, diversos pontos que buscam clarificar a relação entre o processo de transnacionalização de empresas e a dinâmica que envolve a expatriação de trabalhadores. Essa expatriação é tomada hoje como algo tão natural e inerente tanto ao processo de transnacionalização empresarial quanto ao de globalização como um todo, que pouco se pensa em analisá-lo. Como do ponto de vista prático essas expatriações ocorrem sem grandes problemas, talvez até hoje se tenha pensado que o tema não trazia qualquer tensão ou questão jurídica a se pensar.

Foi possível identificar que, do ponto de vista jurídico, a questão da expatriação foi construída sob mecanismos delineados de forma a não causar problemas de incompatibilidade com a lei, e ao mesmo tempo acomodar os interesses de todos os grupos interessados na questão.

A proteção da mão de obra nacional, os interesses das empresas e as políticas governamentais de atração de capital externo encontram, na legislação sobre expatriação de gestores, uma harmonia sutil. Isso porque seria muito difícil alterar o presente cenário normativo sem que isso influenciasse a relação de equilíbrio nele existente.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522474967

Parte 3 - 9 Posicionamento: o que Comunicar

PÚBLIO, Marcelo Abilio Atlas PDF

9

Posicionamento: o que Comunicar

Qual bandeira seu exército irá empunhar?

Todas as pessoas têm uma imagem de si mesmas, quase sempre diferente daquilo que os outros pensam sobre elas, quase sempre diferente daquilo que elas pensam que os outros pensam sobre elas.

Conteúdo deste capítulo

�� A origem e o significado da palavra posicionamento

�� Como montar uma estrutura para um posicionamento de comunicação?

�� O funcionamento da mente humana em relação a marcas e produtos

�� Qual é o significado de uma afirmação única?

�� O significado do termo afirmação básica

�� O que é justificativa da afirmação básica

�� O que são atributos complementares?

Posicionamento é um termo vastamente empregado em comunicação, e ao contrário de muitos termos originários da língua inglesa, encontrou uma tradução prontamente adaptada ao português. Posicionamento entrou com muita facilidade no vocabulário da comunicação no Brasil, em compensação o termo mercadologia jamais conseguiu se equiparar ao termo marketing.

Ver todos os capítulos
Medium 9788502085640

CAPÍTULO IX - DELAÇÃO PREMIADA

Moro, Sergio Fernando Editora Saraiva PDF

IX

DELAÇÃO PREMIADA

9.1

LEGISLAÇÃO E BUSCA DA VERDADE

Prevista em vários instrumentos normativos, dentre os quais: Código Penal (artigo 159, § 4º, com a redação dada pela Lei n. 9.269, de

02.04.1996); Lei n. 7.492, de 16.06.1986 (artigo 25, § 2º, acrescentado pela

Lei n. 9.080, de 19.07.1995); Lei n. 8.072, de 25.07.1990 (artigo 8º, parágrafo único); Lei n. 8.137, de 27.12.1990 (artigo 16, parágrafo único, acrescentado pela Lei n. 9.080/95); Lei n. 9.034, de 03.05.1995 (artigo 6º);

Lei n. 9.613, de 03.03.1998 (artigo 1º, § 5º); Lei n. 9.807, de 13.07.1999

(artigos 13/15); Lei n. 11.343, de 23.08.2006 (artigo 41), a delação premiada constitui, hoje, um instituto processual importante para a apuração da verdade real quando a crença geral da total ineficácia da jurisdição penal para o combate da criminalidade organizada (certeza da impunidade) começa a ser arranhada com a coordenação das instituições de repressão e o consequente aumento do número de prisões, investigações e condenações.

Letícia Gimenez revela que, “enquanto a legislação brasileira ainda engatinha no uso da delação premiada, países como Itália e

Ver todos os capítulos
Medium 9788502175976

5. Fracionamento, split salary e clawback clauses. Introdução aos temas

Mafei Rabelo Queiroz, Rafael; Editora Saraiva PDF

5.

Fracionamento, split salary e clawback clauses. Introdução aos temas

A globalização impactou consideravelmente os mais diversos aspectos das relações sociais. Não obstante ela consista, em sua origem, em fenômeno econômico, não há como não reconhecer seus reflexos nos mais diversos aspectos da convivência humana, em particular nas relações de trabalho. A globalização econômica permitiu às empresas escolher com relativa facilidade os países em que pretendem produzir e aumentou a mobilidade de trabalhadores entre Estados soberanos, particularmente após a criação dos “blocos econômicos”, como o NAFTA, a

União Europeia e o Mercosul.

O crescimento das relações internacionais de trabalho, como salienta Amauri Mascaro Nascimento, “apresenta problemas específicos decorrentes da mobilidade da força de trabalho entre as fronteiras à procura de novo emprego ou em sequência do mesmo emprego, pondo-se o trabalhador, em outro País, na situação de estrangeiro submetido, até mesmo e conforme o caso, a três ordenamentos jurídicos, o do País em que está prestando o serviço, o de seu País de origem e o ordenamento internacional, em alguns casos comunitário. A mobilidade do capital tem atuado no sentido de provocar a ampliação desses ordenamentos e a necessidade de estabelecer regras que serão aplicáveis”1.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522434558

Parte V - 15 Mídia, Opinião Pública e Política

FERREIRA, Delson Atlas PDF

Visualizar todos os capítulos